Último invicto do Paulista cai em Ribeirão Preto | Diário Regional

Último invicto do Paulista cai em Ribeirão Preto

24/02/2014 10:15
Print Friendly, PDF & Email

Mike comemora gol na vitória do Botafogo diante do Palmeiras em casa - Foto: Célio Messias/FolhapressForam nove rodadas sem sentir o gosto da derrota, até o Palmeiras perder para o Botafogo, hoje, por 3 a 1, pela décima rodada do Campeonato Paulista.

Com sete desfalques, o time alviverde não conseguiu repetir as boas atuações das primeiras rodadas e foi envolvido pelo Botafogo. Os gols do jogo foram de Mike, Marcelo Macedo e Camilo, para a equipe tricolor, enquanto Valdivia descontou para o alviverde.

O revés não tira o Palmeiras da liderança do Grupo D, com 22 pontos, mas encerra uma sequência que fazia a equipe ser a última invicta do Campeonato Paulista. Já o Botafogo reassume a ponta do Grupo B, com 19 pontos.

O jogo

O confronto começou equilibrado, com as equipes se estudando.
A primeira oportunidade de gol alviverde aconteceu aos 4 min, após cobrança de escanteio de Mendieta, Valdivia deu um leve desvio e a defesa botafoguense fez o corte para o escanteio.

A resposta do Botafogo veio aos 12 min com Camilo. O meia arriscou de fora da área e a bola passou perto da trave da meta defendida por Fernando Prass.

Aos 20 min, o time da casa conseguiu abrir o placar. Em descida pela esquerda, a bola foi centrada, o atacante Mike fechou junto com a zaga palmeirense e desviou a bola para o fundo do gol.

Dois minutos depois, a bola bateu no braço do defensor do Botafogo, em lance bastante discutível, e o árbitro marcou pênalti. Valdivia igualou o marcador.

Melhor em campo, o Botafogo apertou a marcação e Camilo roubou a bola de William Matheus. O meia botafoguense avançou com a bola e chutou, sem chances para o goleiro Fernando Prass, aos 33 min.

Poucos minutos depois foi a vez do Botafogo ter um pênalti a seu favor. A bola bateu no braço de William Matheus e árbitro marcou. Marcelo Macedo bateu forte e fez o terceiro do time da casa.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou com Bruno César e Vinícius na equipe, mas não conseguia pressionar o Botafogo, que optou por cadenciar a partida e jogar no contra-ataque.

O Palmeiras conseguiu criar sua primeira chance aos 10 min, em passe de França para a finalização de Valdivia, obrigando o goleiro Gilvan a fazer boa defesa.

Já aos 23 min, o meia Camilo cobrou falta com perigo e Fernando Prass teve que fazer grande defesa.
O jogo estava difícil para o Palmeiras e ficou ainda mais complicado quando, aos 27 min, o meia Bruno César recebeu um cartão amarelo por falta e o vermelho, por reclamação.

Com um jogador a menos, o time alviverde não conseguia ser contundente no ataque.
Aos 40 min, o Botafogo teve o volante Alex Silva expulso, após receber o segundo cartão amarelo.
Nervoso em campo e sem forças para para reverter o marcador, o Palmeiras tentava as ligações diretas da defesa para o ataque, mas sem conseguir reverter o placar.

Botafogo-SP
Gilvan; Daniel, Henrique Mattos, Lima e Giovanni; Gilmak (Alex Silva), Hudson, Camilo e Wellington Bruno (Léo); Mike e Marcelo Macedo (Leandro). Técnico: Wagner Lopes

Palmeiras
Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; França, Eguren, Mendieta (Serginho) e Valdivia; Marquinhos Gabriel (Bruno César) e Miguel (Vinicius). Técnico: Gilson Kleina

Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Árbitro: Robério Pereira Pires
Assistentes: Leonardo Schiavo Pedalini e Giulliano Neri Colisse
Renda/Público: Não informado
Cartões amarelos: Gilmak, Gilvan, Alex Silva (BOT); William Matheus, Bruno César, França (PAL)
Cartões vermelhos: Bruno César (PAL); Alex Silva (BOT)
Gols: Mike, aos 19min do 1º tempo; Valdivia, aos 24min do 1º tempo; Camilo, aos 33min do 1º tempo; Marcelo Macedo, aos 38min do 1º tempo



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: