Marcelo Lima nega 'plano B' para desistência de Manente | Diário Regional

Marcelo Lima nega ‘plano B’ para desistência de Manente

23/02/2014 7:42
Print Friendly, PDF & Email

Lima: “minha pré-candidatura está firme e forte”. Foto: ArquivoDemonstrando que o PPS de São Bernardo está “unido”, o presidente local do partido, vereador Marcelo Lima, negou que o diretório tenha um “plano B” para a eventual saída do deputado estadual Alex Manente (PPS) da disputa eleitoral deste ano. O parlamentar é cotado para assumir a Secretaria Estadual de Gestão Pública no lugar do presidente estadual do PPS, Davi Zaia, que tentará a reeleição à Assembleia Legislativa, e por isso abandonaria o plano de disputar vaga em Brasília.

“Não existe (plano B), por­que isso (o convite a Manente) é uma suposição, uma sondagem, não é algo certo. O Alex está firme em sua campanha para federal. O que posso dizer para você é que nosso partido vai apoiar a decisão dele”, afirmou Marcelo Lima.

O vereador Julinho Fuzari (PPS) teve o nome cogitado para substituir Alex Manente na eleição à Câmara dos Deputados, mas negou que foi procurado para tratar do assunto e disse que a candidatura só foi comentada com munícipes devido ao seu “trabalho atuante” na Câmara.

Pré-candidato à Assembleia, em um projeto que já tem até coordenador de campanha (o suplente de vereador Alex Mognon), Marcelo Lima não demonstrou preocupação com o possível fim de sua dobrada com Alex Manente. “Minha pré-candidatura está firme e forte. Foi um acordo estabelecido lá atrás (nas eleições de 2012) e que está sendo confirmado todos os dias. Temos reuniões toda semana e temos uma dobrada estabelecida em São Bernardo, com o Alex para a Câmara dos Deputados. Essa é a nossa diretriz partidária em São Bernardo”, disse.

A informação do convite do governo paulista a Alex Manente surgiu no último fim de semana. Manente confirmou que houve sondagem do PPS estadual sobre seu nome para a secretaria, mas que há outros nomes no partido para suceder Zaia.

Em visita ao ABC na semana passada, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) negou o convite a Alex Manente e afirmou que só vai tratar do assunto a partir de março, prazo estabelecido para que os secretários que vão se candidatar deixem os cargos.

Estadual
Marcelo Lima também ne­gou a informação de que Alex Manente apoiaria a candidatura de seu irmão, André, ao parlamento paulista. “Isso são coisas de pessoas que querem semear a discórdia no PPS. Não há pré-candidatura além da minha.”

Palavras-chave:


Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: