Dilma fala de futebol com papa e menciona 'a mão de Deus | Diário Regional

Dilma fala de futebol com papa e menciona ‘a mão de Deus

22/02/2014 11:33
Print Friendly

Dilma deu ao papa Francisco uma bola assinada por Ronaldo - Foto: Roberto Stuckert Filho_PRFutebol foi o tema do encontro de 40 minutos entre a presidente Dilma Rousseff e o papa Francisco. A petista levou ao pontífice um convite para a Copa no Brasil, além de presentes assinados por Pelé e Ronaldo, e fez brincadeiras sobre a rivalidade entre Brasil e Argentina, terra natal do chefe da Igreja Católica.

Sobrou até para a “mão de Deus” – uma referência à frase do ícone do futebol argentino, Diego Maradona, na qual ele sugere que seu gol de mão na Copa de 1986 tratava-se, na verdade, de intervenção divina. “A única coisa que pedi é que a neutralidade fosse mantida e assim a mão de Deus não empurrasse bola de ninguém”, disse a presidente, aos jornalistas, após o encontro.

Dilma levou de presente uma camisa da seleção brasileira autografada por Pelé, uma bola da Copa do Mundo assinada por Ronaldo, e um livro sobre a história dos jesuítas no Brasil. A presidente disse que convidou o papa a estar presente no evento, embora acredite que o pontífice não vai comparecer. Pediu ainda que abrace a ideia da bandeira da Copa contra a discriminação.

“Vim dizer para o papa que vamos fazer uma Copa com um tema muito importante, pela paz, contra o racismo. Vim convidá-lo, mas, sobretudo, pedir uma mensagem dele sobre esse posicionamento quanto à questão da paz, e contra o preconceito”, disse a presidente.

O secretário-geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que deu uma camisa do Palmeiras de presente ao papa. “Mas não valeu, não é protocolar”, brincou Dilma, que aproveitou para elogiar as relações do Brasil com Francisco.

Brasileiro

A presidente está em Roma para acompanhar a nomeação do décimo cardeal brasileiro, o arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, 63. Além dele, outros 18 cardeais receberão o título, no chamado Consistório, apontado com a mais importante cerimônia realizada no Vaticano desde que Francisco se tornou papa, há um ano, para substituir Bento 16.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: