Diretor diz que CBF ameaçou Portuguesa de desfiliação | Diário Regional

Diretor diz que CBF ameaçou Portuguesa de desfiliação

20/02/2014 8:59
Print Friendly

SÃO PAULO – O vice-presidente jurídico da Portuguesa, Orlando Cordeiro, disse não temer ameaças de desfiliação do clube por entrar na Justiça comum. O dirigente revelou que já vêm sendo feitas por parte da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

“Ouvimos de pessoas da entidade que vamos ser desfiliados. Vão tentar nos estrangular economicamente. Vamos adiante. É o único caminho”, disse Cordeiro. A decisão de entrar com processo para retornar à Série A do Campeonato Brasileiro foi tomada em reunião do Conselho Deliberativo, na última terça-feira (18).

Cordeiro afirma que a Lusa não vai esperar pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP). O promotor Roberto Senise processa a CBF e pede a devolução dos pontos perdidos pelo clube por ter escalado Héverton irregularmente.

Caso Gama

O departamento jurídico da Portuguesa estuda o caso Gama, ocorrido em 1999, para definir qual a melhor estratégia. Naquele ano, a equipe do Distrito Federal entrou na Justiça comum para reverter o descenso e teve sucesso.
A reportagem apurou que o presidente Ilídio Lico está dividido. Com o clube em dificuldade financeira, gostaria de encerrar o assunto de uma vez e antecipar cotas de TV. Ao mesmo tempo, não pode renegar a briga judicial sob o risco de enfurecer aliados políticos e torcedores.

A reportagem tentou entrar em contato com a CBF, mas não obteve resposta da entidade até o fechamento desta edição.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: