Com injeção de R$ 105 milhões, Curitiba é mantida na Copa | Diário Regional

Com injeção de R$ 105 milhões, Curitiba é mantida na Copa

19/02/2014 8:42
Print Friendly

CURITIBA – Para que a Fifa confirmasse ontem (18) Curitiba como uma das 12 sedes da Copa do Mundo do Brasil, o governo do Estado do Paraná e a Prefeitura da Capital se comprometeram a injetar dinheiro na construção da Arena da Baixada, do Atlético-PR, e de suas estruturas provisórias.

O governo do Paraná se comprometeu a viabilizar novo empréstimo de R$ 65 milhões ao Atlético-PR no menor prazo possível. O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai capitalizar o Estado, abrindo crédito de cerca de R$ 250 milhões ao Fundo de Desenvolvimento Econômico do Paraná, que precisa dessa injeção para que seja feito o empréstimo ao Atlético-PR.

Da Prefeitura de Curitiba sairão R$ 40 milhões para bancar a construção das estruturas provisórias ao redor da Arena da Baixada e a realização das fan fests, eventos que disponibilizam telões para que torcedores sem ingressos acompanhem os jogos.

Mais do que o atraso na obra – o consultor Charles Botta vistoriou o estádio ontem –, a Fifa estava preocupada com o fluxo financeiro para o aluguel e a montagem das estruturas provisórias fora do estádio. Em entrevista concedida ontem em Florianópolis para confirmar Curitiba, o CEO do Comitê Organizador Local (COL), Ricardo Trade, fez apresentação sobre a importância das estruturas.

“Curitiba está atrasada, mas foi feito trabalho duro. Recebemos um relatório dizendo que o estádio estará entregue em 15 de maio”, disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: