Carandiru: presos não atiraram, diz testemunha | Diário Regional

Carandiru: presos não atiraram, diz testemunha

18/02/2014 9:34
Print Friendly

SÃO PAULO – Terminou às 18h25 o primeiro dia de julgamento dos 15 policiais militares acusados de matar oito presos no terceiro andar do Carandiru, em outubro de 1992. O júri será retomado hoje, às 10h30, com o depoimento das testemunhas de defesa.

O julgamento de todos os réus do massacre está sendo feito por etapas. Nesta terceira etapa são julgados policiais do Comando de Operações Especiais (COE) acusados pela morte de oito presos no terceiro andar. Em 2013, foram condenados 48 PMs acusados de matar presos do primeiro e do segundo andares.

Foram ouvidas ontem duas testemunhas arroladas pelo Ministério Público: o perito Osvaldo Negrini Neto e o então diretor de segurança e disciplina do Carandiru, Moacir dos Santos. Uma terceira testemunha de acusação, o sobrevivente do massacre Marco Antonio de Moura, não pôde comparecer.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: