Sem brilho, S.Paulo fica no zero com a Lusa | Diário Regional

Sem brilho, S.Paulo fica no zero com a Lusa

16/02/2014 10:47
Print Friendly

Observado por Willian Magrão, Luis Fabiano lamenta chance desperdiçada - Foto: Rafael Neddermeyer/Fotoarena/Estadão ConteúdoEm um grupo fraco, o São Paulo deve se classificar para a próxima fase do Campeonato Paulista. A equipe do Morumbi, porém, não jogou bem novamente, na noite de ontem (15), contra a Portuguesa, em casa, e ficou no empate sem gols.

Líder da chave A, agora com 13 pontos em oito partidas, o time de Muricy Ramalho passou a maior parte do jogo com as bolas nos pés, mas sem criar chances claras. O destaque são-paulino foi o atacante Pabon. O colombiano atuou um pouco mais recuado no início da partida e acertou bons chutes de fora da área. Depois, mais à frente, foi quem teve as melhores oportunidades de gol.

“É o primeiro empate e continuamos invictos dentro de casa (após vencer outros quatro jogos). A equipe deles não veio para jogar, veio para cair em campo. Isso irrita. A gente tentou fazer o gol e não conseguiu”, analisou o meia Paulo Henrique Ganso, após o jogo.

A Portuguesa, por sua vez, jogou principalmente nos contra-ataques, nas costas dos laterais são-paulinos, fazendo Rogério Ceni realizar algumas defesas na chuvosa noite paulistana. Com o empate, a Lusa foi a oito pontos e está na quarta colocação do Grupo C (os dois primeiros passam de fase). O São Paulo pode perder a liderança do A hoje, caso a Penapolense vença o Santos.

Na próxima rodada o São Paulo enfrenta o São Bernardo, quinta-feira, às 21h, fora de casa. A Lusa encara a Penapolense, às 19h30 do dia anterior, também fora da Capital paulista.

O jogo

O primeiro tempo foi equilibrado. A Portuguesa começou pressionando com Henrique logo aos dois minutos. O atacante chutou, mas foi barrado por Wellington. A resposta do mandante veio aos dez, com Ganso. O meia recebeu cruzamento pela esquerda e cabeceou com perigo, mas o goleiro da equipe rubro-verde estava atento e fez boa defesa.

Aos 30 minutos, a Lusa fez um gol, em cabeçada de Willian Magrão, após cobrança de falta. O jogador estava em condição legal, mas foi marcado impedimento.

No segundo tempo, o ritmo de jogo aumentou. O melhor momento do jogo foi aos 17 minutos. Primeiro a Lusa acertou bola no travessão com Régis. No contra-ataque, Pabon tabelou com Luis Fabiano e tocou na saída do goleiro Tom, que defendeu. Depois, o ritmo diminuiu e as equipes pouco fizeram para tirar o 0 a 0 do placar do Morumbi.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: