Não há risco zero em sistema elétrico, diz secretário | Diário Regional

Não há risco zero em sistema elétrico, diz secretário

15/02/2014 9:37
Print Friendly

BRASÍLIA – O secretário executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, dis­se ontem (14) que nenhum sistema elétrico trabalha com “risco zero” de desabastecimento. “Não existe (risco) zero quando você trata de probabilidade. Ninguém nunca projetou um sistema para ser (risco) zero”, afirmou.

Ontem, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, que reúne as principais autoridades do setor dentro do governo, divulgou nota dizendo, pela primeira vez, que existem riscos mesmo que baixíssimos de desabastecimento elétrico no país.

A informação foi anunciada à imprensa durante a segunda tentativa da pasta, nesta semana, de reforçar publicamente que o sistema “dispõe das condições de equilíbrio estrutural necessárias para o abastecimento”. A nota do ministério foi lida pelo secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia Ildo Grüdtner.

“A não ser que ocorra uma série de vazões pior do que as já registradas, evento de baixíssima probabilidade, não são visualizadas dificuldades no suprimento de energia no país em 2014”, disse o texto lido pelo secretário. Após terminar a leitura, Grüdtner saiu sem responder as perguntas dos jornalistas.

Horário de verão

Em vigor até a zero hora do próximo domingo, o horário de verão conseguiu reduzir em 4% a demanda por energia, no horário de pico, nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, segundo informou ontem o ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). O operador não explicou detalhadamente como isso ocorreu, já que no último mês uma forte onda de calor, acompanhada de um período longo de falta de chuvas, fez com que o consumo se elevasse.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: