Time do Peru deve ser punido por racismo contra Tinga | Diário Regional

Time do Peru deve ser punido por racismo contra Tinga

14/02/2014 10:30
Print Friendly, PDF & Email

Tinga: “trocaria meus títulos pelo fim do preconceito” - Foto: VipcommSÃO PAULO – O Real Garcilaso, do Peru, será julgado pelo Tribunal Disciplinar da Conmebol pelos atos racistas da torcida presente no estádio de Huancayo contra o jogador brasileiro Tinga, do Cruzeiro. A data ainda será marcada, mas deve ocorrer este mês.

Na quarta à noite, Tinga entrou em campo aos 20 min do segundo tempo na derrota do Cruzeiro por 2 a 1 para o Garcilaso, em Huancayo, a 300 km de Lima. Sempre que o jogador tocava na bola, a torcida fazia gestos e sons imitando macacos. “Trocaria todos os meu títulos pelo fim do preconceito. Trocaria por um mundo com igualdade entre todas as raças”, disse Tinga.

Em virtude do caso, a presidente Dilma saiu em defesa de Tinga no Twitter, e o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, ligou para o presidente da Conmebol, Eugenio Figueredo, pedindo punição. A clareza dos atos racistas nas imagens e nos áudios torna a punição iminente, mas provavelmente não resultará em perda de ponto ou exclusão do time peruano da Libertadores, como chega a prever o estatuto da Conmebol.

A reportagem apurou que a orientação do Comitê Disciplinar da Fifa, que serve de base para as confederações, em casos de racismo envolvendo torcedores é o de, na primeira vez, punir o clube com multa e obrigá-lo atuar com portões fechados. Apenas na reincidência o clube é punido mais severamente, com perda de pontos, rebaixamento e até eliminação da competição.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: