Mauá pretende coletar 100% do esgoto até 2016 | Diário Regional

Mauá pretende coletar 100% do esgoto até 2016

14/02/2014 11:16
Print Friendly

Donizete Braga inspecionou as obras ao lado do executivo da Foz do Brasil, Thadeu Pinto - Foto: Eberly Laurindo especial para o DRA coleta de esgoto em Mauá deve atingir 100% de atendimento até o final desta gestão, estima o prefeito Donizete Braga. “Tanto a Arsae (Agência Reguladora dos Serviços de Água e Esgoto) quando o Sama (Saneamento Básico de Mauá) têm feito política de conscientização com os moradores. A prefeitura está fiscalizando, porque não queremos nenhum morador fazendo ligações clandestinas”, declarou Braga durante visita às obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está sendo construída pela Foz do Brasil, empresa responsável pelo saneamento da cidade, no bairro Capuava.

O prefeito afirmou que para cada R$ 1 investido em saneamento, R$ 4 são economizados na área da Saúde. “Mauá está fazendo a lição de casa e dando grande passo para a despoluição do rio Tamanduateí. Vamos, agora transferir essa responsabilidade para os prefeitos Carlos Grana, de Santo André; Paulo Pinheiro de São Caetano, e Fernando Haddad, de São Paulo”, completou, com referência ao tratamento de todo o esgoto coletado na cidade, que passará a ser feito no início de 2015, assim que a ETE for concluída. O rio Tamanduateí passa por todas essas cidades, mas São Caetano já coleta e trata 100% dos dejetos.

O prefeito destacou que está em tratativas com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para aderir ao programa Se Liga na Rede, que paga os custos de novas instalações de coleta de esgoto para famílias carentes. “Nos próximos meses vamos discutir a adesão do município”, completou.

Aumento na conta

Mauá inaugura, em 2015, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) no bairro Capuava, que vai tratar 100% do esgoto coletado na cidade. Atualmente, 90% do esgoto é coletado, mas apenas 5% é tratado na ETE ABC, serviço pelo qual o município paga uma taxa à Sabesp. Os outros 95% são despejados in natura em córregos e no rio Tamanduateí. O início do tratamento do esgoto deve elevar as taxas pagas pelos munícipes.

“Hoje, a gente cobra coleta e afastamento. Não cobramos tratamento porque estamos implementando essa estrutura complementar. O serviço completo de coleta, afastamento e tratamento serão cobrados do munícipe”, detalhou o diretor de Concessões da Foz do Brasil, Thadeu Pinto. A Prefeitura de Mauá não informou qual o porcentual de aumento e em nota declarou que é um “assunto técnico, baseado em estudos e análise de custos, tratados pela Arsae, prefeitura e concessionária Foz do Brasil”.

Estação de tratamento no bairro Capuava está 60% concluída

Estação de Tratamento de Esgoto em construção no bairro Capuava está 60% concluída - Foto: Ebely Laurindo especial para o DRA Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) que está sendo construída no bairro Capuava, em Mauá, já está com 60% da obra concluída. O diretor de diretor de Concessões da Foz do Brasil, empresa responsável pelo saneamento da cidade, Thadeu Pinto, afirmou que tudo está dentro do cronograma inicial.

O empreendimento, que teve a pedra fundamental lançada em 08 de dezembro de 2011 – quando Mauá comemorava 57 anos – já conta com 11 mil m² de concreto armado e mais de mil toneladas de aço. Cada tanque de tratamento tem capacidade para armazenar o equivalente a 7,9 piscinas olímpicas. Juntos, os três biorreatores – como são chamados tecnicamente – terão capacidade de tratar 1.125 litros de esgoto por segundo.

A ETE está orçada em R$ 170 milhões e vai aumentar o índice de tratamento de esgoto dos atuais 5% para 100% de tudo o que é coletado. “É um ganho ambiental. Nas décadas de 1960 e 1970 a visão de muitos gestores não priorizaram investimentos em saneamento. Eram obras que não apareciam, não se revertiam em votos. Hoje mudou, buscamos novas teconologias e políticas afirmativas para essa questão”, afirmou o prefeito Donizete Braga. “Estamos fazendo a nossa parte para a despoluição do Rio Tietê e vamos deixar o Tamanduateí limpo como já foi no passado”, concluiu.



2 Comentários

  • anelito de souza caçula

    eu gostaria de saber como vai ser esses 100% porque mais da metade de mauá não tem esgoto Outra coisa porque a prefeitura nos cobra o esgoto se ele não é tratado? como já escrevi isso se é a primeira vez que eu vejo essa matéria?

  • anelito de souza caçula

    eu gostaria de saber como vai ser esses 100% porque mais da metade de mauá não tem esgoto Outra coisa porque a prefeitura nos cobra o esgoto se ele não é tratado?

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: