Fabio Landi deixa o G12 e diz que grupo está 'rachado' | Diário Regional

Fabio Landi deixa o G12 e diz que grupo está ‘rachado’

14/02/2014 16:00
Print Friendly

Fábio Landi terá postura independente nas sessões - Foto: ArquivoO vereador de São Bernardo Fábio Landi (PSD) oficializou sua saída do G12 – grupo de vereadores governistas que não são filiados ao PT – na última quarta-feira (12). O motivo é escolha de um nome para a disputa da presidência da Câmara visando ao biênio 2015-2016 que não agrada o parlamentar.

“Não vou participar de uma disputa interna como essa. Esse grupo (G12) está rachado por causa da disputa da liderança que envolve o ego de quem participa e não quero fazer parte dessa situação, por isso estou fora do grupo”, destacou Landi, que não quis informar os nomes que disputam a indicação do grupo, mas revelou que são dois.

Segundo informação de bastidores, um desses nomes seria o de Ramon Ramos (PDT), vice-líder do governo e principal articulador do G12 durante as sessões. Porém, quando foi questionado sobre o assunto, Ramos negou a informação.
“Essa disputa interna rachou o grupo e fez com que aquilo que se pensava no início fosse deixado de lado. Então, o G12 deixou de ser aquele grupo que queria votar os seus projetos na Casa”, destacou.

Sem informar uma data, o vereador do PSD revelou que sua decisão já tinha sido previamente comunicada a Ramon Ramos. “Essa saída aconteceu naturalmente, não tenho o que esconder”, pontuou. A reportagem do Diário Regional tentou entrar em contato com Ramos, mas até o fechamento da edição o vereador não houve retorno.
Os demais membros do agora G11 ainda não sabiam da saída de Landi. “O que sei é que ninguém se manifestou sobre alguma possível saída. O que estou sabendo é o que saiu no jornal”, afirmou Antônio Cabrera (PSB).

O companheiro de bancada de Landi, Rafael Demarchi (PSD), deve continuar no grupo. “Só confirmo a minha saída. Agora vou ter uma postura independente do G12, mas continuo apoiando o prefeito Luiz Marinho (PT), concluiu.

Reunião

A reunião do grupo que estava marcada para ontem (13) não foi realizada. Segundo os parlamentares Antônio Cabrera (PSB) e Gilberto França (PMDB), não houve o convite de Ramon Ramos para nenhum encontro.

Porém, Cabrera revelou que houve uma conversa durante a sessão de quarta-feira (12). “Não sei exatamente se conversaram sobre a saída de alguém, mas essa conversa ocorreu. Porém, acredito que só vamos ter alguma reunião depois que os projetos (do Executivo) descerem para a Câmara. Ainda está muito cedo para falar sobre qualquer assunto”, concluiu.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: