G12 adia reunião para quinta-feira em São Bernardo | Diário Regional

G12 adia reunião para quinta-feira em São Bernardo

11/02/2014 11:21
Print Friendly

Ramos: “até onde sei ninguém saiu do grupo” - Foto: ArquivoA reunião do G12 – grupo dos 12 vereadores que fazem parte da base de sustentação ao prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), e que não integram o PT – foi adiada. O encontro que seria realizado ontem (10) foi remarcado para a próxima quinta-feira. O líder do grupo, Ramon Ramos (PDT), afirmou que todos os integrantes confirmaram presença na reunião.

É nesta reunião que o bloco saberá exatamente qual é seu atual tamanho, após boatos que dão conta da saída de três vereadores: Gilberto França (PMDB), Fábio Landi (PSD) e Reginaldo Ferreira da Silva, o Reginaldo Burguês (DEM).

“O Gilberto deu declaração de que não houve mais reuniões do grupo, mas pelo que li nos jornais tanto ele quanto o Fábio Landi e o Reginaldo conversaram com o (secretário de Governo) José Albino e falaram que não tinham mais a necessidade de ficar no G12. Então não sei o que dizer. Só vamos conseguir acertar isso na quinta-feira”, explicou Ramos.

Segundo o parlamentar, a última reunião do grupo ocorreu em 20 de dezembro do ano passado, dois dias após a última sessão de 2013. Mesmo assim, Ramon Ramos disse que manteve contato com os vereadores e que nenhum deles confirmou a informação de que sairia do grupo por ter sido atendidos pelo Executivo.

“Até onde eu sei ninguém saiu e vamos continuar a ter as reuniões normalmente. Só temos de acertar como vamos fazer neste ano (eleitoral). Precisamos ouvir todos os vereadores e não podemos simplesmente acreditar em notícias dos bastidores”, disse Ramos.

Desde o surgimento do G12, em outubro do ano passado, os 12 vereadores passaram a fazer reuniões separadas dos oito vereadores petistas para decidir sobre projetos ou requerimentos que seriam votados. O “motim” foi provocado por desentendimento sobre a forma de trabalho do líder de governo na Casa, José Ferreira (PT) – que, segundo o grupo, dava prioridade aos projetos do bloco petista após as votações das matérias oriundas do Executivo.

Com isso, o G12 passou a exigir a prioridade na ordem das matérias e chegou a provocar o adiamento de alguns projetos do Executivo após duros debates no plenário Tereza Delta. Após a intervenção de José Albino nas negociações, o bloco conseguiu seu objetivo e teve alguns requerimentos votados e aprovados na Casa.

O grupo estuda lançar candidato à presidência da Casa – o favorito seria o próprio Ramon Ramos –, mas o vereador nunca confirmou a informação.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: