Prainha do Riacho Grande é opção de lazer gratuito | Diário Regional

Prainha do Riacho Grande é opção de lazer gratuito

09/02/2014 7:20
Print Friendly

Turistas contam com diversas opções gastronômicas nos novos quiosques. Foto: Eberly Laurindo especial para o DRO calor das últimas semanas faz com o  Riacho Grande e o Parque Estoril sejam destino de moradores da região e de São Paulo que não querem enfrentar praias lotadas.  A Prainha, que não contava com investimento público desde 1970, recebeu uma série de melhorias, como novo deck, iluminação, instalação de quiosques para os comerciantes, revitalização do calçadão e também das praças da Figueira e dos Bombeiros. A Guarda Civil Municipal é presença constante na área  para inibir furtos e assaltos.

Antes do início do processo de revitalização, a Prainha era ocupada irregularmente por automóveis e trailers. Sofria também com a falta de infraestrutura, como saneamento básico e rede elétrica para os comerciantes, que utilizavam galões de água.
Agora, a orla está limpa e a fiscalização inibe o estacionamento de automóveis. Todos os comerciantes foram regularizados por meio de edital e se tornaram permissionários dos quiosques.

Engana-se quem pensa que somente nos fins de semana a Prainha é destino de visitantes. A reportagem esteve na última semana no local durante a tarde e encontrou centenas de pessoas. Rosamaria Soares brincava com os três filhos na orla. “Está muito quente e as crianças ficam inquietas dentro de casa. Agora dá gosto de vir aqui. Tem segurança e meus filhos podem se divertir à vontade”, destacou, ao se referir à presença dos salva-vidas.

A revitalização completa da Prainha do Riacho Grande, realizada em parceria com o Ministério do Turismo, custou cerca de R$ 8 milhões, era reivindicação antiga da população. Algumas modificações e alterações do projeto, inclusive, são resultado de sugestões dos munícipes.  “Estou gostando muito da revitalização. Acabou com aquela visão feia que a prainha tinha. Era tudo muito precário”, disse o cozinheiro Ivanildo Félix da Costa.

O cantor José Alves Bandeira trabalha em um dos restaurantes flutuantes há 11 anos e também aprovou a reforma. “Os trailers eram muito feios e com muita sujeira. Os quiosques ficaram muito bonitos. A Prainha é um ponto turístico. Quase 80% dos nossos clientes vêm de São Paulo”, afirmou.

Parque Estoril

Outro local procurado pelos turistas do Riacho Grande é o Parque Estoril. O equipamento oferece pedalinhos, zoológico e gastronomia. Os quiosques são procurados pelas famílias para piqueniques, festas de aniversário e confraternizações.

Inaugurado em 5 de outubro de 1985, o zoológico do Estoril conta com 270 animais de 70 espécies da Mata Atlântica, entre anta, tamanduá mirim, papagaio de peito roxo, tucano de bico verde, jacaré de papo amarelo, jiboia e jaboti. Tem, ainda, o cachorro vinagre, que está em extinção.

Paralelo ao trabalho de exposição ao público há uma grande preocupação com a manutenção da saúde, da qualidade de vida e do bem-estar animal. O zoológico destaca-se pelo apoio ao trabalho de conservação de espécies ameaçadas como a jaguatirica, o tamanduá bandeira e o papagaio Chauá. Também oferece atividades de educação ambiental e treinamento para a polícia e às guardas municipais ambientais.

O Parque Estoril fica na rua Portugal, 1.100, Riacho Grande. Horário de funcionamento: de quarta a domingo, das 9h às 17 horas. Mais informações pelo telefone  4354-9087.

Palavras-chave:


1 Comentário

Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: