Sabesp reduz entrega de água para S.Caetano | Diário Regional

Sabesp reduz entrega de água para S.Caetano

06/02/2014 10:47
Print Friendly, PDF & Email

É fundamental que todos sigam as orientações de uso responsável para que não tenha risco de racionamento - Foto: ArquivoRepresentantes do Departamento de Água e Esgoto (DAE) de São Caetano e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) estiveram reunidos, na tarde de ontem (5), na sede da autarquia, para definir a ação que será adotada para preservar o manancial do Sistema Cantareira, responsável por abastecer 100% do município. A partir da zero hora de hoje (6), a Sabesp reduzirá o volume de entrega de água para a cidade na ordem de 20%, aproximadamente 100 litros por segundo dos 500 distribuídos pelo departamento.

A medida preventiva tomada é extremamente necessária por causa da situação crítica do nível registrado no reservatório, que está agora com cerca de 21% de sua capacidade, quando deveria estar próximo a 60%. Isso tem ocorrido devido a falta de chuvas, o pior índice em 84 anos (desde 1930, quando começou a medição), especialmente, na região onde está localizado o sistema, o que agravou o problema.

O diretor geral do DAE/SCS, Welington Kalil, explicou que a iniciativa valerá por tempo indeterminado até que o Sistema Cantareira atinja níveis satisfatórios. “Os dois últimos meses quebraram recordes de estiagem. Segundo informações de institutos contratados pela Sabesp, as chuvas devem se intensificar na segunda quinzena de fevereiro nas áreas do reservatório. Não adianta chover aqui. Tem que ser lá. Caso não aconteça, existe possibilidade de um desabastecimento no futuro”, ressaltou.

Kalil disse que foi descartado o incentivo econômico para estimular os moradores a economizar água devido a companhia paulista ter orientado a reduzir o volume de entrega. O acordo prevê ainda priorizar a distribuição emergencial para unidades de saúde e hospitais e, por meio de sistema da Sabesp, monitoramento on-line dos três reservatórios setoriais de São Caetano: Santa Maria (8 mil m3), Oswaldo Cruz (10 mil m3) e Vila Gerty (20 mil m3), com uma capacidade total de 38 mil metros cúbicos.

Economia

“Neste momento é muito importante que a população colabore ainda mais para economizar água. É fundamental que todos sigam as orientações de uso responsável para que não tenha risco de racionamento ou desabastecimento. Mensagens de atenção estão sendo impressas nas faturas. Estamos trabalhando numa campanha sobre o consumo consciente que vai para as ruas nos próximos dias”, completou.

A Organização das Nações Unidas (ONU) recomenda que um ser humano gaste 110 litros de água por dia em casa, o adequado para as necessidades de consumo e higiene. Porém, vários brasileiros utilizam mais de 200 litros por dia, um desperdício muito grande que, ao longo da vida de uma pessoa, encheria uma piscina olímpica.

De acordo com o chefe da Divisão Técnica da autarquia, Osmar Silva Filho, com a chegada do verão e das altas temperaturas, o consumo de água aumenta significativamente. “Nestes meses, o acréscimo é em média de 22% no consumo total de São Caetano”.

Outro fator que contribui para o desperdício de água são os vazamentos. Em caso de dúvidas no consumo ou problemas em instalações hidráulicas, dirija-se à agência da autarquia, localizada no Palácio das Águas (avenida Fernando Simonsen, 303, Bairro Cerâmica). O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h. Informações, solicitações de serviços e reclamações, ligue 2181-1800.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: