Advogado de Woody Allen diz que acusações de filha adotiva são "vingança" | Diário Regional

Advogado de Woody Allen diz que acusações de filha adotiva são “vingança”

05/02/2014 9:31
Print Friendly

SÃO PAULO – O advogado do cineasta Woody Allen respondeu ontem às acusações de que o diretor americano teria abusado sexualmente de Dylan Farrow, filha adotiva com a atriz Mia Farrow. Em declaração escrita, entregue ao canal CNN, o advogado Elkan Abramowitz diz que as acusações foram criadas por uma “amante vingativa”, em referência à Mia.

“É trágico que após 20 anos uma história arquitetada por uma amante vingativa ressurja, ainda que tenha sido completamente checada e rejeitada por autoridades independentes. Quem se deve culpar pela aflição de Dylan não é nem Dylan nem Woody Allen”, escreveu o advogado.

No domingo, o diretor, de 78 anos, já havia se defendido por meio de um comunicado, no qual disse que a acusação é “mentirosa e infame”.

O suposto caso de abuso sexual, que a filha adotiva diz ter sofrido aos 7 anos, voltou à tona no último sábado. Dylan, hoje com 28 anos, publicou uma carta no site do jornal “The New York Times” detalhando o episódio.

Foi a primeira vez que ela escreveu sobre o caso, que se tornou público durante a separação de Allen e Mia Farrow, em 1992. O cineasta se separou da atriz após se envolver com a enteada Soon-Yi Previn, filha adotiva de Mia de um casamento anterior, com o pianista André Previn.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: