Líder sul-africano deixa herança de R$ 10 milhões para sua fundação | Diário Regional

Líder sul-africano deixa herança de R$ 10 milhões para sua fundação

04/02/2014 9:37
Print Friendly, PDF & Email

Mandela tem 30 herdeiros, incluindo filhos, netos e bisnetos - Foto: DivulgaçãoAs três propriedades do ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela foram deixadas para a Fundação Mandela.
De acordo com o seu testamento, lido hoje, em Johannesburgo, o patrimônio do líder e vencedor do Prêmio Nobel foi avaliado em 46 milhões de rands (cerca de R$ 10 milhões).

Em seu testamento, Mandela declarou que a casa vizinha ao lugar onde foi sepultado, em Quno, e a propriedade em Johannesburgo deveriam ser usadas pela família para promover uma reunião entre eles.

“É meu desejo que sirva inclusive como um lugar para a família Mandela se reunir e manter sua união por muito tempo depois da minha morte”, diz o documento.

Nos últimos anos, a família de Mandela esteve muitas vezes dividida em várias questões, particularmente em relação ao neto de Mandela, Mandla, o primeiro herdeiro do sexo masculino, segundo a tradição Xhosa, e sua filha mais velha, Makaziwe. Mandela, morto no último dia 5 de dezembro, tem 30 herdeiros, incluindo filhos, netos e bisnetos nascidos dos seus dois primeiros casamentos. Em seu testamento, no entanto, também incluiu os filhos de sua terceira esposa, Graça Machel , com quem se casou aos 80 anos.

“A leitura do testamento para as famílias é sempre uma ocasião cheia de emoção. O testamento foi lido página por página”, declarou o juiz e um de seus executores, Dikgang Moseneke.

“Ficamos satisfeitos que quase toda a família Mandela e seus descendentes estavam presentes”, acrescentou.

Valor estimado

O valor da herança de Mandela é estimado, já que exclui os benefícios derivados dos direitos de imagem, explicou o juiz Dikgang Moseneke, um dos três responsáveis pelo testamento de 40 páginas.

Os outros dois encarregados de administrar o testamento são o ex-advogado e amigo íntimo de Mandela, George Bizos, e o juiz Themba Sangoni. Eles compareceram junto com Moseneke na entrevista coletiva, realizada na sede da Fundação Mandela.

Moseneke revelou que Mandela estava casado com Graça Machel, em comunhão de bens adquiridos pelo casamento.
Graça teria, portanto, direito a 50% da herança, e dispõe legalmente de um período de 90 dias para decidir se exerce esse direito, embora já tenha dito que renuncia a ele.

Os familiares mais próximos a Nelson Mandela também foram informados do conteúdo do testamento sede da fundação, minutos antes de o documento se tornar público.

Segundo Mosoneke, nenhum membro do clã fez objeções ao testamento, que foi publicado para dar ao processo “total transparência”, segundo o próprio juiz.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: