Philip Seymour Hoffman é encontrado morto em seu apartamento | Diário Regional

Philip Seymour Hoffman é encontrado morto em seu apartamento

03/02/2014 9:38
Print Friendly

Philip Seymour Hoffman ganhou Oscar por 'Capote' - Foto: DivulgaçãoO ator Philip Seymour Hoffman, 46, vencedor do Oscar, foi encontrado morto em seu apartamento no bairro de Greenwich Village, em Nova York, por volta das 11h30 de ontem (02). As informações foi divulgada pelo “The Wall Street Journal”.

Um amigo de Hoffman, preocupado por não conseguir falar com ele, resolveu ir ao apartamento, onde o encontrou sem vida no banheiro, e logo em seguida ligou para a polícia.

Hoffman venceu o Oscar de melhor ator pelo filme “Capote” (2005). Foi também indicado, como coadjuvante, pelos longas “Jogos do Poder” (2007), “Dúvida” (2008) e “O Mestre” (2012). Atualmente, ele participava das filmagens de “Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 2”, com previsão de lançamento no próximo ano.

Um dos principais atores de sua geração, Hoffman nasceu em Fairport, no Estado de Nova York, e ganhou fama no final dos anos 1990, em filmes independentes como “Boogie Nights: Prazer Sem Limites” (1997), “Felicidade” (1998) e “Magnólia” (1999).

O Departamento de Polícia de Nova York está investigando o caso. A causa da morte ainda não foi divulgada.
Os relatórios iniciais apontam que o ator, que no passado reconheceu problemas com drogas, pode ter morrido de overdose. No ano passado, o ator chegou a dizer que teve uma recaída após passar 23 anos “limpo”.

Segundo o “New York Times”, foi encontrada uma seringa no braço de ator e um envelope contendo uma substância que foi apontada como heroína.

Em nota, a família do ator afirma que está “devastada” pela perda de Hoffman e agradece o apoio que recebe de todos. “Esta é uma perda repentina e trágica e nós pedimos respeito a nossa privacidade nesse tempo de sofrimento. Por favor, mantenham Phil em seus pensamentos e preces”, diz o comunicado.

Ele era casado com a estilista Mimi O’Donnell e deixa três filhos: Cooper, de dez anos; Tallulah, de seis; e Willa, de quatro.



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: