Aluno de 10 anos atira em professora e se mata | Diário Regional

Aluno de 10 anos atira em professora e se mata

23/09/2011 12:57
Print Friendly

Um aluno de apenas 10 anos da Escola Municipal Alcina Dantas Feijão, em São Caetano, atirou na professora Rosileide Queiros de Oliveira, dentro da sala de aula. Após efetuar os disparos, o estudante saiu da classe e, segundo informações de testemunhas, disparou contra a própria cabeça.

A assessoria de imprensa da Prefeitura de São Caetano informou que, tanto o aluno quanto a professora foram socorridos, mas o menino não resistiu aos ferimentos e após duas paradas cardíacas faleceu por volta das 16h50.

Sobre o quadro de saúde da professora, o namorado da vítima, Luis Eduardo, afirmou que passa bem após ser atendida no Hospital das Clínicas. Rosileide foi atingida na região lombar e não corre risco de morte.

“Ela já havia comentado comigo que esse aluno era problemático e tinha histórico de violência, tomava remédios fortes. Me disse, inclusive, que reclamou com a diretoria da escola, mas ninguém tomou providência”, comentou Luis Eduardo.

De acordo com os policiais que estiveram no local, o revólver de calibre 38 utilizado pelo garoto pertencia ao pai, que é guarda civil municipal (GCM) na cidade. No entanto, era uma arma particular e não de uso do profissional em sua função.

“Ainda não temos confirmação, mas o menino provavelmente carregava o revólver na mochila. Após o intervalo, pediu para ir ao banheiro e quando voltou já estava com a arma em punho”, explicou o capitão Robinson Castropio, porta-voz da Polícia Militar.

Câmeras de segurança – Ainda de acordo com as autoridades, a escola municipal tinha câmeras de segurança e as imagens devem ser analisadas pela polícia nos próximos dias. As crianças que estavam na escola no horário do incidente deverão prestar testemunho, a fim de esclarecer detalhes do crime.

Quando os tiros foram  ouvidos, os professores mantiveram os alunos dentro das salas de aula e trancaram as portas, a fim de garantir a segurança das crianças. Essa medida foi apontada por policiais como um cuidado importante para proteção dos estudantes, que poderiam se ferir ao tentar deixar o local.

A escola, que fica no bairro Nova Gerty, tem cerca de 2 mil alunos e 118 professores, é considerada referência em qualidade de ensino em todo o Estado e recentemente obteve a melhor nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre as escolas públicas e não técnicas de São Paulo. De acordo com os funcionários, hoje (23), a escola ficará fechada, não havendo prazo para retomada das aulas.

 



Comente esta matéria


Atenção! O comentário aqui postado é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do Diário Regional. Comentários discriminatórios ( contra raça, sexualidade, cor, crença e outros) , que violem a lei, a moral e os bons costumes poderão ser denunciados pelos internautas , removidos ou não publicados pela redação.
%d blogueiros gostam disto: